Culinária

Alimentação na terceira idade

Alimentação na terceira idade

Para alguns, apenas terceira idade, para outros, é a "melhor idade". Passar dos 60 anos é a certeza de que o tempo corre rápido demais, mas, principalmente, que também é hora de aproveitar cada momento da vida. Por isso, para curtir essa fase de forma plena e saudável, é preciso estar atento aos hábitos do cotidiano e preparar um cardápio especial com as necessidades nutricionais específicas dessa faixa etária. O envelhecimento é um processo biológico natural, inevitável, onde o corpo atravessa por mudanças, mas, em virtude da idade, já sem a mesma força e vivacidade de outros tempos. Por isso, a suplementação alimentar de nutrientes, além de hábitos saudáveis de vida, é tão importante para suprir essas carências do organismo, que passa a trabalhar mais lentamente e, muitas vezes, desequilibrado.

"É preciso, por exemplo, ter um maior cuidado com o consumo de sódio e melhorar a qualidade das gorduras consumidas, já que a hipertensão e outras doenças cardíacas são comuns nessa faixa etária", explica a nutricionista Carine Rodrigues. Abaixo, ela destaca outras atenções alimentares para pessoas na terceira idade. Confira!

4 Cuidados essenciais com a alimentação na terceira idade

1 - Inclua as gorduras boas no dia a dia: Essas substâncias são conhecidas por fortalecerem o coração, prevenir as doenças cardiovasculares e ainda garantir o fortalecimento do sistema nervoso central, beneficiando a memória e a concentração. 

"As gorduras boas podem ser encontradas no azeite de oliva, abacate, nas oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas), sementes (linhaça, chia, gergelim), entre outros", indica Carine.

2 - Invista nas fibras alimentares: Quando chegamos na terceira idade, o intestino fica mais preguiçoso e precisa de um estímulo para funcionar. "Também é importante aumentar o consumo de frutas e líquidos, uma vez que muitos possuem constipação. As fibras estão presentes em cereais integrais (trigo, arroz), frutas, hortaliças e sementes", analisa a nutricionista.

3 - Troque o sal na alimentação: Utilize temperos, ervas, especiarias que ajudam a diminuir o consumo do sódio. O uso excessivo desse ingrediente causa inchaço, hipertensão, doenças cardiovasculares e até doenças renais. O segredo está em fazer escolhas saudáveis e ter equilíbrio no consumo de todos os alimentos.

4 - Aumente a ingestão da vitamina B12, vitamina D e cálcio: Integrante do grupo do complexo B, a 12 é essencial para manter o sistema nervoso saudável e garantir uma boa saúde para os músculos. A deficiência dessa substância é muito comum na terceira idade, devido à diminuição na produção de ácido clorídrico no suco gástrico, solução essencial para absorção da vitamina B12. "O fígado, o leite, a carne e o ovo são fontes de vitamina B12", completa a nutricionista.

Já em relação à vitamina D e ao cálcio, esses dois nutrientes são de suma importância para prevenir a osteoporose e manter saudável os dentes, ossos e músculos dos idosos, além de manter o cérebro ativo. A deficiência de vitamina D leva a uma diminuição da absorção do cálcio, uma vez que ocorre uma biodisponibilidade entre essas substâncias, ou seja, a vitamina D facilita a assimilação do cálcio no corpo.

"A vitamina D está presente no leite, fígado, gema do ovo, salmão, sardinha e atum. Já o cálcio, nós podemos encontrar no leite e produtos derivados, além da couve, folhas de mostarda, brócolis, entre outros. Em alguns casos é necessário a suplementação de vitaminas e minerais", finaliza Carine Rodrigues.

Mente sã, corpo são: Atividades físicas regulares são fundamentais na terceira idade

Além de uma alimentação saudável, o idoso precisa praticar exercícios para manter o corpo e a mente ativas, além de garantir mais vitalidade. Fazer uma caminhada, pilates, ioga, musculação ou qualquer outra atividade que possa ser praticada sob recomendação médica, tende a melhorar a qualidade de vida e facilitar a aceitação da terceira idade.

* Carine Rodrigues (CRN 16101174) é nutricionista clínica e esportiva e especialista em emagrecimento e reeducação alimentar. A profissional disponibiliza suas redes sociais para contato:Facebook e Instagram